terça-feira, 6 de março de 2012

Espaço Confinado

Sempre sem saber
fazia fartura com fatias
pequenas porções pre-escritas
tão
     obvias
as pistas
              Que correram todos as convulsões
sempre por imaginação
   # Deixamos confinados o ar e o cheiro de estrada,

Suplicávamos  outro medo de saber amar, por sacar a saudade.

mas fora a maré que trouxe
 Outra força
Estas formas que vimos foram boas vistas
de olhos completa-mentes doentes
hoje só dolorido....

Soube  Fascinar-se com Pomar.
Soubemos Facilitar as peripécias
sem que fossemos Queridos.
Soube encantar o sorriso...
e como acreditei!!

Se enganara...
E agradeço!

Meu apreço
para remoçar
#sem predisposição
                               à finco
     suponho
                      Que volte a sorrir
Que fosse por ti
         E quando viesse,
 passássemos ...


Reinventando Sobre o engano!

Ou

                    Ao menos,
 Ver passeando
                           sem confinar
                                       Sorrisos.

Um comentário:

  1. As vezes o confinamento é necessário.
    Expor tudo o que se pensa é irresponsabilidade, mas o confinamento do sorriso não é recomendável.
    Eu não recomendo. hahaha

    Dazóra a mensagem! Saqueis! ;)

    ResponderExcluir