sexta-feira, 15 de julho de 2011

Causalidade

Por enquanto estou aqui,
Estagnado no meu consciente
Observo luzes e cores;

Agora, enquanto sombra
evito a luz,
E escondo as cores;

Com preguiça de mim,
enjoado de minhas letras,
disfarço com minha euforia,
Faço com sequência.

Tenho que fazer, do tudo que conheço
solidifique em verdades,
Para não soar indecisão...

Por engano, sei que faço escolhas
Mas não as julgo minhas
pois não parecem perigosas...

ainda estou aqui,
preso em meu ser,
conseguinte
da ordem
e desordem.


Uma vez por ano,
Aconteceria todos os dias...

Tudo que falo
parece com que penso,
mas não diferencio do que crio.

Tudo que faço é repetir movimentos.
Fingindo ser um pouco de cada coisa,
por ai, e por aqui.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Conversa de filha pra pai.

Em um dia de sol e chuva.
Papai por que estão todos sorrindo?
Estão felizes minha filha.
A menina fica pensativa, e observa mais um pouco.
E por que escrevem com tanta tristeza?
Privando a filha o pai responde:
Está tudo bem, minha filha. Vá brincar!
Camena beija-o e sai correndo junto de outras crianças.

detalhando

Feliz em perceber a mudança
em detalhes
somo a comemoração uma concentração a mais em meu ar.
Prolongo a felicidade, ousando encosta-la na tristeza.
Reflito, e ainda assim continuo.
recoloco a mente na selva
atrais de espirais... desço por seus estreitos, e alcanço o oposto.
Acompanho as curvas
de mesmo grau,
despercebido caio novamente.

evito a critica,
que por agora ficou inevitável.

Em silêncio,
ouço somente meu compasso,
e acompanho a estagnação das imagens.

Em silêncio,
ouço os ruídos externos
que por ora se tornam meus... junto de tudo que vejo.







sexta-feira, 1 de julho de 2011

Pariósis/Poesia da imagem


Pariósis
Nome de Pássaro
fonema de remédio,
o possivel vôo,
e em entermédio
a alimentação de couro...
tão absurdo,
quanto vestir as cores definidas,
por um aleátório.
em busca de sua cura,
canta: Aiósis, aiósis aiósis
e as manhãs:

Aiósis , Aiósis...

O que procura?



Pariósis

Nome de carro,
forma de ave
Preso ao chão
Pariósis,
canta...
seduz suas presas com o som : Aiósis
Aiósis
Aiósis

e ave se aproxima do predador

Aiósis...






sobre o natural
costumamos idealizar, e dar nomes,
selecionando verdades
tão natural a contradição.