sexta-feira, 25 de maio de 2012

Quarkz

ó imagens
somou-se ao que?
quão fragmentada tu podes ser?
Olhando, o todo.
Compreende-se o belo por ser cego. não por completo.
apenas envolvia-nos em mesuras
e "definitivas" possibilidades.

Este conformismo
Não pode ser conforto do instante
Antimatéria
podes ser o avesso
e o arremesso de trajetos.

o que preciso é compreender o refletir
que atinge
quase que equacionado, o ponto que viam do horizonte.
de onde viamos
chamaram de terra
átomo
Quarkz
Apenas Luz.
ó imagens caem dos olhos,
ou perfuram a visão?

Nenhum comentário:

Postar um comentário