quarta-feira, 9 de maio de 2012

Fases, passos, sem apostas.


Ainda há sede.
seda-anti
sem fórmulas
a lógica presumiu da boa mão
que a falta trouxesse
sede de ganhar

em sumo, o que se passa
enquanto o piso
mostra própria face,
facetas
para explorar,
dizia que era feitio da solidão
que o vazio era imaturidade
que o amar nada tinha a ver com saudades.

pisou rente ao todo
omitindo verdades
criando-se livre,
poderia até que acabasse de quebrar o piso.
aproveite seu pisar,
e levantasse para concorrer
quando o vazio voltar a ti.
Faça do espelho
a charada.
as marcas
de um calcanhar
mais fundo que o outro.


Aprendendo a errar.
Somando ás
cartas de sorte
nem levo mais às mesas
.Dessa vez Silenciarei.


Farei Parte do carpete
sem cor
nem corte
correrei
sem evidência
sem dores
como um belo piso.

Um comentário:

  1. Mesmo que ainda do carpete, a necessidade de fazer parte está sempre presente. Ainda humanos.

    ResponderExcluir