quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Carta ao emissário

Não acredito em nada que dizem por ai...
Já nasci pronto!!!

Não que eu esteja completo, mas minha natureza, talvez..

Não creio no ego
id ou super ego

todos somos animais,
crianças da natureza...
ou se quiser podemos ser insetos.

Vivo para desconstruir
este é o sentido que encontrei

já que meu instinto fora descompassado, mutilado, violado.

E quando alcançar o estado inato do ser...
Não precisarei mais de mim com um eu.
Rastejaria, ou voaria. sem almejar ter pernas.

Admitindo nosso caos, suplico que destruamos qualquer busca por ordem.

Equilibrar-se sim, mas no invisível, nas destrezas, no desafogo do âmago.

Farto de ciência!
Farto de ciência!
Vivo como um pássaro.
Ou caramujo.
Ao mesmo, que sou o pé quebrando minha casca...

Ao ver os elementos evazarem
desprezo, admiro, torno parte, fujo.
percorria a alma
com maestria sobre os órgãos


Estou Farto de Realidade!
Farto-me de realidade!

Nada é real.
tudo existe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário