sábado, 3 de setembro de 2011

des-pertinência.

Tão de pertin...
passaram.
foi assim
todos interrompidos...
no meio da palavra.

-se tranquilize, logo acharemos.


Entre, o cheiro
e o mal estar !

Das faltas, cartas em mesa,
Entraram a julgar.

Todos partiram,
levaram meu jogo!

- Se tranquilize.

Tranquilo estou,
só imploro por meu destino de volta ...
quero minhas cartas.

assim de pertin,
entre a palavra e o espaço,Vazio.

- onde você vai?

Seguir.

Um comentário:

  1. Que bosta ter meu jogo roubado, mas assumo qe minha mão realmente não estava boa...
    Difícil sua ausência.

    ResponderExcluir