segunda-feira, 5 de maio de 2014

Uma

Há um novo
Estilo
Uma essência que toca vitrais
Uma vicissitude ínfima
Um sorriso
Intimo

Seria a essência
Que combinada
Com o ar
Um imenso amarelo queima-se.

Um desconhecido
Que nasce da primavera
Ao outono

O enredo
Auto regado
Florescendo

Com cores do infinito.

Um comentário: