quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Música: Espectro azul


Dançou nos olhos
                 fechados
Suas formas
ebulia
novo transcendente

Alçou num rito
                                             sem significado
                           mas advindo
sem preparo
                   há de vim
                                        num vento raro


os braços
                      helicoidais deformava
                                                    o espaço negro
            o azul, também, nas pernas formavam ondas
para todas direções

Não   se i          se           s   e  i
    não           sei se            se
não            se       sei               se

não se eu me cansar
e não posso sempre querer significar!
agora não era sempre
mas fora a Era! ...

Sei             se                  não sei
         se sei          ou              não sei
                     saberia ser se! ...

o espaço negro preenchido
a voz de dentro
tingindo o vermelho
o azul.

quando os olhos fechavam
Em que não signifiquei
saboreei
todas as ordens dos movimentos...

Não             sei                 se         sei
                fechar os olhos...

Musica

Nenhum comentário:

Postar um comentário